Quanto mais conheço o Homem, mais gosto de animais!


Este fim de semana fica - no meu entender - marcado pela estupidez, ignorância, desumanidade… enfim, o que eu chamaria de uma evidente falta de valores nucleares no seio de uma sociedade desgovernada e infeliz...

Primeiro – A Estupidez
Eu vi os que defendem sempre o “EU, custe o que custar, tenho que conseguir o que quero”. Foi mais que evidente, como dizem os nossos irmãos do outro lado do Atlântico, verdadeiros “puxa sacos”, a quem se pode chamar “boys [looking] for the job”.

Na verdade, se há coisa que me chateia é essa gentinha YES MAN. Para mim são seres menores... Mas, ATENÇÃO: altamente perigosos.

A esses faço votos que Deus lhes dê muita saúdinha para que um dia possam assistir à vitória dos que resistem ser como eles.

Odeio palmadinhas nas costas...

Segundo – A ignorância
Por outro lado, e isto, atendendo que as “grandes” notícias foram a mala de uma tal Pepa e um cão que querem proteger mais que qualquer coisa. Fiquei “traumatizado”.

Ora, se a menina quer uma mala, o que é que isso me interessa. Já não se pode sonhar?

Terceiro – A Desumanidade
Bem mais grave – acho eu – é a estória do cão que causou ferimentos que acabaram por levar à morte uma criança.

Interrogo-me: “Se uma pessoa fosse condenada à morte por ter praticado os atos que acabaram por resultar na morte da criança, iriam defendê-lo da mesma forma ou já o tinham feito por mãos próprias?”

Muito provavelmente ando engando e/ou confuso. Se calhar, eu é que não sei quais os valores que devo considerar maiores que tudo na vida. Afinal, se calhar sou eu não sei nada disto…

Conclusão:
Adoro animais, aliás tenho alguns e trato-os o melhor que sei e posso. Mas será caso para dizer que quanto mais conheço o Homem, mais gosto de animais?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Por opção pessoal, o exercício da liberdade de expressão é total nas caixas de comentários abertas ao público, disponibilizadas no meu blogue, estando apenas vedadas, e a partir desta data, aos anónimos, pois como se trata de um blogue pessoal entendo que não faz sentido que não se saiba quem gosta ou não das minhas publicações.

2013.02.07