Nós é que estamos errados?



Infelizmente ainda há quem realmente precise de ajuda. A vida não está fácil. Há efetivamente dificuldades.

Ao que me parece estamos é a viver um momento de oportunistas. Aqueles que dizem que precisam de ajuda e aqueles outros que, armados em solidários a todos os níveis, promovem essa ajuda.

Difícil é percebermos quem é que realmente precisa de ajuda. Todos os que dizem precisam? Ou será que mais precisam os que vivem no silêncio? - que têm "vergonha" da sua situação. Não serão esses os verdadeiras necessitados?

Contudo, fico feliz por saber que pessoas que até há poucos dias viviam dentro de uma viatura, reclamando condições de vida digna, agora já possam ir ao carnaval de Torres e ter dinheiro para a viagem, alimentação, bilhete, etc...

Azar, ou não, a TVI estava a fazer direto e entrevistou-os.

Enfim, também têm direito a viver o carnaval, mesmo que à custo de gente que deixa de comer para os ajudar. Diria o Scolari: "E o burro sou eu?". 

Digo eu: Nós é que estamos errados?