Somos como os camaleões?


Bem que nos podiam chamar camaleões, pois mudamos de cor conforme nos dá mais jeito.

Há quem diga que os sportinguistas são como as melancias, o que eu, como bom sportinguista não concordo, pois, seja por fora, seja por dentro, sou sempre verde!

Ontem, na minha humilde opinião, foi dada uma prova inequívoca de que só olhamos o nosso umbigo. 

Eu sei que muitos aproveitaram porque os recursos são escassos e a vida não está fácil… mas outros, os mesmos que há meses, quando se soube de que o grupo JM tinha sede na Holanda, se lançaram numa campanha contra o Pingo Doce, agora, nem os direitos dos trabalhadores defendem.

Mais ridículo é haver quem venha dizer “eles que deem graças a Deus por ter emprego”.

Então quer dizer que agora vale tudo?

Já não basta aceitarmos as reduções salariais, o constante aumento dos preços de transportes, combustíveis,… além do “roubo” dos subsídios de férias e de Natal, e ainda temos que aceitar que qualquer um, outrora chamado de traidor da pátria, só porque lhe dá jeito, possa gozar com o povo.

Isto só acontece porque “o povo pá” é sereno e aceita tudo, sem cartões e sem complicações... desde que os preços sejam sempre baixos o ano inteiro.

Viva o 1.º de Maio, viva o dia do consumidor!